Integração entre sistemas agiliza o trabalho da polícia no MS

29/09/2021 | 2 min. de leitura

A parceria entre o Tribunal de Justiça do Estado do Mato Grosso do Sul (TJMS) e a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) já provocou mudanças. A novidade é a forma como os inquéritos policiais são encaminhados ao Judiciário. 

A integração do SAJ Tribunais, sistema utilizado pelo TJMS, com o SIGO (Sistema Integrado de Gestão Operacional), solução oficial de Segurança Pública do Estado, permite que todos os inquéritos policiais tramitem digitalmente. Ainda, que a comunicação entre delegacias e o Poder Judicial seja praticamente instantânea.   

iniciativa é a segunda a ser implementada pela Softplan, empresa desenvolvedora do SAJ. Em princípio, está em uso no município de Sidrolândia, situada na Microrregião de Campo Grande (MS). 

“O SIGO ‘conversa’ com o SAJ para enviar automaticamente as informações para o Tribunal. Isso torna mais rápida a distribuição para os gabinetes competentes”, reforça o analista de negócios da Softplan, Fernando Alvim Caetano. Cinco minutos é o tempo decorrente entre o cadastro do procedimento e a distribuição para o TJ. 

Conexão entre sistemas reforça a segurança e promove a sustentabilidade 

A integração também envolve a questão da segurança. O fluxo das informações no formato digital evita o extravio de documentos. Ainda, impede que esses sofram qualquer tipo de alteração. 

A conexão entre sistemas ainda possibilita que a consulta e análise dos autos digitais seja feita simultaneamente pelos operadores. Além de ser em tempo real. Não há mais necessidade de efetuar primeiro o cadastro no SIGO e depois repetir a ação no portal do Tribunal de Justiça.  

No caso do procedimento físico, a integração do SAJ Tribunais com o SIGO eliminou o papel. Também, a longa espera para obter uma resposta do Judiciário acerca de um réu. “O retorno se torna mais rápido porque o ajuizamento é encaminhado diretamente para o Tribunal por meio da integração entre as soluções utilizadas pelo TJ e Delegacias”, explica Trajano. 

A economia com papel e demais materiais de escritório, e com transporte, proporcionada ao Tribunal de Justiça e à Delegacia de Polícia, contribui inclusive para a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente

No final de 2020 o TJMS recebeu o primeiro inquérito totalmente eletrônico por meio da integração. O projeto-piloto iniciado no município de Sidrolândia deve se estender aos demais municípios do estado do Mato Grosso do Sul. O cronograma é definido pela Secretaria de Segurança Pública e o Tribunal de Justiça. 

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram