Gestão Ágil: Como fomentar de forma lúdica a cultura de feedback no seu time

21/05/2019 | 3 min. de leitura

Artigo escrito por: Guilherme Villanova, Agile coach do Grupo de Transformação Ágil (GTA) da Softplan

“Ninguém quer se sentir ignorado, invisível. Feedback é um nutriente essencial para a vida como o ar, água ou comida.” (Richard L. Williams)

Para alavancar um negócio em meio a tanta competitividade corporativa, é essencial ter algumas ferramentas de gestão de pessoas. Dentre elas, uma cultura sólida de feedback, que é o reconhecimento do comportamento de um profissional.

Boa comunicação e autodesenvolvimento dos colaboradores são alguns dos pilares que facilitam empresas a se tornarem referência em seu meio de atuação. O feedback está totalmente ligado ao engajamento, manutenção da performance e do alto desempenho, pois ajuda os colaboradores e as empresas a crescerem e se desenvolverem juntos, em parceria.

Em muitas empresas, o feedback é realizado de maneira não uniforme, feito de diferentes formas, por diferentes líderes e times — isso quando o fazem. É natural que os colaboradores queiram obter informações sobre o seu desempenho, para que tenham a chance de corrigir a sua trajetória o quanto antes. O feedback é uma ferramenta importante para isso.

Merit Money e Kudo Cards: incentivando o feedback num time de desenvolvimento

Fizemos um experimento com um dos times de desenvolvimento de software da Softplan. O objetivo foi incentivar a cultura e maturidade dos colaboradores quanto à prática do feedback em pares. Enfatizamos sua importância e encorajamos o comportamento positivo percebido, fundamental para o desempenho da equipe.

A proposta foi a utilização de duas ferramentas: o Merit Money e os Kudo Cards, que foram utilizadas em conjunto.

Merit Money e Kudo Cards

Jurgen Appelo, autor de livros como Management 3.0 e Managing for Happiness, criou o Merit Money, um modelo de bonificação colaborativo e contínuo que incentiva o apoio e o reconhecimento e contribui com a melhoria de todo o time. A principal ideia deste modelo é criar um ambiente baseado na confiança mútua entre os membros do time, reconhecendo o trabalho de seus pares e recompensando-os de acordo com seus critério próprios.

Já os Kudo Cards (do grego “Kydos”, sinônimo de honra, glória e reconhecimento) são pequenos feedbacks feitos entre os colaboradores. Um colega escreve a outro, publicamente, um reconhecimento por algo que ele tenha contribuído para o time. É uma maneira de quebrar as limitações hierárquicas e incentivar que todos ofereçam feedbacks instantâneos.

No nosso experimento, o Merit Money foi simbolizado por moedas de chocolate. Cada membro recebeu uma quantidade igual de moedas para distribuir a outros integrantes, de acordo com as contribuições. Com as ferramentas associadas, os feedbacks recebidos através do Kudo Cards eram entregues com as moedas.

Resultados

Rodamos o experimento num time de desenvolvimento de software com 20 colaboradores. Cada cada colaborador recebeu 10 moedas de chocolates por semana e blocos de Kudo Cards ilimitados.

Vale ressaltar que é muito importante que esta periodicidade não seja tão curta a ponto de não dar tempo de gerar contribuições, nem tão longa que as pessoas não lembrem o que aconteceu. Desta forma, cada membro do time conseguirá acumular créditos. Ao fim do ciclo pré-estabelecido, contabilizamos as moedas de chocolate com os Kudo Cards e premiamos o colaborador que recebeu a maior quantidade de moedas de chocolate, evidenciando seu excelente trabalho (feedback positivo).

No fim do experimento, rodamos dentro do time uma pesquisa interna sobre aderência à dinâmica:

Resultados experimento Softplan

O time teve uma boa adesão, gerando um excelente team building, fortalecendo a comunicação, a colaboração, o engajamento, o senso de time, e fomentando a cultura do feedback.

A avaliação da liderança sobre a dinâmica também foi positiva. Contribuiu com o reconhecimento do bom trabalho realizado pelos próprios membros e gerando insumos para o feedback formal da liderança.

Leia mais artigos sobre Gestão Ágil

A necessidade de entender as pessoas que integram o time

Muito mais do que métodos e frameworks, uma cultura

Entenda as necessidades humanas para aumentar a motivação das equipes

 

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram