Big Data na Justiça: Softplan destaca em evento tendências para Procuradorias

03/05/2019 | 2 min. de leitura

Depois que o processo digital promoveu a primeira onda de transformação digital no Judiciário, todo o ecossistema agora vive um segundo marco: o Big Data na Justiça.

Atualmente, são cerca de 80 milhões de processos tramitando na Justiça brasileira, segundo o Relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Com uma quantidade cada vez maior de informações, as instituições do Direito precisam se reinventar para dar vazão a tantas demandas. Um das principais tendências para Procuradorias, por exemplo, é adotar novas tecnologias capazes de ajudar numa gestão ainda mais especializada.

A Softplan, empresa pioneira no desenvolvimento de tecnologias para a Justiça, participa nesta semana de evento voltado a Procuradorias. Durante palestra no II Fórum Regional Sudeste da Associação Nacional de Procuradores Municipais (ANPM), em Vitória (ES), a empresa destacou uma nova solução para Procuradorias.

O SAJ Insights permite a coleta e a qualificação dos dados. Por meio de telas simples, o procurador visualiza as informações em gráficos. Isso possibilita a tomada de decisões baseada em análises descritivas, diagnósticas, preditivas e prescritivas. A Procuradoria de Santo Antônio de Jesus (BA) foi um dos cases destacados.

Depois de conquistar um acréscimo de 200% na arrecadação do município com a adoção do SAJ Procuradorias, a PGM seguiu se especializando. Por meio do SAJ Insights, a PGM elevou sua gestão ao patamar da excelência mesmo com uma equipe muito pequena. Isso foi possível porque tecnologias disruptivas como esta permitem escalabilidade na automação de tarefas e na análise de resultados, garantindo assertividade.

Para Kananda Santos, coordenadora de Negócios da Softplan, “o SAJ Insights é capaz de aumentar a capacidade analítica e melhorar a gestão das instituições por meio de indicadores. É uma ferramenta poderosa voltada ao Big Data na Justiça que é fácil e acessível de usar”.

Futuro das Procuradorias: discussões são fundamentais

Além da consolidação do Big Data na Justiça, os procuradores municipais ainda discutiram várias outras tendências para Procuradorias durante o evento desta semana. “Respeitadas as diferenças entre os municípios brasileiros, faz-se necessária a disponibilização de ferramentas que apoiem o trabalho dos procuradores municipais diante do volume de processos, da informatização e da automação da Justiça”, destacou Alexandre Vedovelli, executivo da Softplan e especialista em tecnologias para a Justiça.

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram