Convex Legal Analytics apresenta case na Fenalaw

25/10/2019 | 3 min. de leitura

: Softplan apresenta soluções inovadores para a advocacia na Fenalaw .

As soluções desenvolvidas pela Softplan para a advocacia, focadas em inteligência artificial, gestão inteligente de escritórios de advocacia e peticionamento unificado foram apresentadas durante o evento que ocorre em SP. Congresso é maior evento do mercado jurídico. 

Nos dias 23, 24 e 25 de outubro, a Softplan esteve presente na Fenalaw, em São Paulo (SP). No centro do debate do Congresso estavam temas relacionados a jurimetria, Direito Digital, o papel das legaltechs, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e outros assuntos que interessam e preocupam os profissionais de advocacia. 

“O mundo está se transformando. A velocidade e a quantidade de informações que chegam até nós e que consumimos está causando uma transformação na sociedade e também no mercado jurídico”, disse Antonio Gaspar, sócio do escritório Chalfin, Goldberg, Vainboim & Fichtner Advogados Associados e responsável pelas áreas de Inovação, Controladoria e Tecnologia. 

Outra tendência compartilhada por Gaspar no Congresso de Gestão para Escritórios da Fenalaw é a mudança de comportamento dos clientes:

“Eles querem alcançar os resultados cada vez mais rápido e ter acesso ao maior número de informações, no menor tempo possível e com a melhor qualidade”, disse. Na sequência, fez uma provocação: “Como os escritórios que atuam no modelo tradicional podem se tornar um escritório 4.0?” 

A resposta foi resumida pelo sócio do Chalfin em quatro competências que considera essenciais para os escritórios que se interessam em alcançar a performance dentro do novo universo em que a advocacia está inserida. São elas: cultura data drivendesign thinkingtechnology minded e business minded

“Isso torna o escritório mais eficiente. Não há mais tempo a perder. Novidades como a Jurimetria vieram para ficar e estão sendo cada vez mais usadas. O escritório que não agrega valor com o uso de tecnologia fica para trás”, reforçou Antônio Gaspar. 

Diretor de Inovação da Softplan, Marcos Florão fala sobre inovação nos escritórios de advocacia.

Soluções para a advocacia 4.0 

Softplan é a maior lawtech da América Latina e demonstrou durante os três dias de evento alguns dos produtos que desenvolve para a advocacia privada. Entre eles, o SAJ ADV, o PeticionaMais e o Convex Legal Analytics

Convex é uma plataforma que utiliza Inteligência Artificial para fornecer uma visão completa dos processos de uma organização. Além de ampliar as possibilidades de acompanhar a carteira de processos por uma gestão visual completa, possibilita que sejam feitas análises comparativas, do perfil das decisões e consultas a teses jurídicas. 

Já o PeticionaMais é uma solução que permite aos advogados tornar a rotina de trabalho mais dinâmica, prática e segura. O software distribui as petições de acordo com os formatos exigidos pelos diversos Tribunais de todo o País. Além disto, o peticionador unificado funciona também offline, garantindo que as petições sejam enviadas sem a necessidade de estar conectado para acompanhar o protocolo e as atualizações dos documentos. 

A administração do escritório de advocacia se torna mais prática com o SAJ ADV, software que opera na nuvem. Os diferenciais da solução tornam mais prático o registro e acompanhamento de atendimentos e processos, gestão de tarefas e compromissos, controle de receitas e despesas, entre outras atividades. A Inteligência Artificial é outra vantagem do SAJ ADV. O cadastro automático de audiências na agenda do advogado facilita para que ele não perca nenhum compromisso. 

“Os advogados estão bastante interessados em levar tecnologia para os escritórios e empresas, pois entendem que isso não é um diferencial, e sim uma necessidade. Eles estão buscando conhecimento e compreendendo de que maneiras a tecnologia pode ajudar, nesse novo momento da profissão”, disse Marcos Florão, diretor de Inovação da Softplan. 

Softplan é a principal lawtech brasileira 

Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Brasil tem 1,1 milhão de advogados. Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informam que somos 210 milhões de brasileiros. Isso faz com que a proporção seja de um advogado para cada 190 pessoas. Com essa proporção cada vez mais crescente, a tecnologia desponta como uma alternativa para ganhar competitividade no mercado jurídico.  

De acordo com a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L), atualmente há no país 150 empresas criando soluções tecnológicas para apoiar a atividade jurídica. Algumas são startups que veem o mercado legal (do Direito) como uma oportunidade de crescimento. Outras são empresas consolidadas, como a Softplan. É a única empresa da América Latina a fazer parte do ranking do Instituto Planet Compliance que mensura as mais influentes do mundo.  

Desde que iniciou suas atividades, há 29 anos, a Softplan destaca-se como líder em transformação digital, analytics e Inteligência Artificial para a Justiça. O primeiro laboratório de ciência de dados aplicada à Justiça do Brasil está em sua sede, em Florianópolis (SC). 

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram