ADV Conference 2019: evento discute tendências da advocacia digital

15/08/2019 | 5 min. de leitura

Diretor de Inovação da Softplan, Marcos Florão falou sobre o cenário das LegalTechs. Foto: Alice Sima
Diretor de Inovação da Softplan, Marcos Florão falou sobre o cenário das LegalTechs. Foto: Alice Sima

Florianópolis recebeu nesta quinta e sexta-feira (15 e 16) o ADV Conference. O evento reuniu na sede da Softplan quase 200 advogados e especialistas para discutir tendências da advocacia digital. É organizado pelo SAJ ADV, um dos maiores softwares jurídicos do Brasil e pioneiro em Inteligência Artificial para escritórios de advocacia.

Neste ano, o ADV Conference teve 20 palestrantes, que apresentaram temas como inovação e tecnologia jurídica, gestão, marketing, produtividade e carreira. Além disso, contou com uma feira de negócios, workshops, networking e um espaço de relaxamento.

“Além de apresentar os principais temas e discutir como a tecnologia e a inovação estão transformando a advocacia, queremos que o ADV Conference seja um espaço de convívio e conforto para os participantes”, disse a coordenadora de marketing do SAJ ADV, Janaína Ferreira.

O ADV Conferente tem o apoio de: BipBop, Escola de Advogados, Lawvision, M4Law, OAB-SC, PeticionaMais e Sebrae.

Inovação foi o tema principal do ADV Conference

A palestra de abertura do ADV Conference 2019 foi apresentada pelo advogado Rafael Brasil, do Instituto de Estudos Avançados em Direito. Ele abordou os avanços tecnológicos no mercado jurídico, com ênfase numa dos principais questionamentos dos profissionais: a advocacia está ameaçada?

“Delegar atividades repetitivas para a tecnologia permite que os advogados pensem o Direito. Que eles tenham mais tempo para serem criativos, produtivos”, disse Brasil.

Em seguida, o diretor de Inovação da Softplan, Marcos Florão, falou sobre tecnologia e inovação no mercado jurídico. Mais precisamente, apresentou o cenário das LawTechs e LegalTechs, startups criadas para resolver problemas da Justiça.

Dentro deste contexto, Florão considera imprescindível que os profissionais do Direito tenham a capacidade de se adaptar e usar as tecnologias a favor de uma melhor prestação de serviços aos clientes. Citando Alvin Toffler:

“Há grandes oportunidades surgindo para os advogados. Mas para isso, o profissional do Século 21 precisa estar constantemente aprendendo, desaprendendo e reaprendendo”, disse.

A manhã do primeiro dia de ADV Conference continuou ainda com mais duas palestras. Breno Dias, da Pejota, empresa de contabilidade especializada em advocacia, apresentou um panorama de gestão tributária e financeira para escritórios. E Claudia Luna, presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB São Paulo, falou sobre feminismo jurídico, diversidade e inclusão.

“As mulheres se sentem fortalecidas sendo atendidas por outras mulheres”, disse Claudia Luna.

Mudança de mindset

A inovação ainda permeou as palestras da tarde do primeiro dia de ADV Conference. Na primeira, a advogada Carolina Vasconcelos contou sua trajetória. Depois de uma carreira consolidada como sócia em um escritório de advocacia, surgiu uma inquietação. Essa inquietação a levou a uma transformação, que foi a criação de um novo modelo de advocacia.

A partir disso, ela criou o evento “Advogável Mundo Novo”, em que busca encorajar profissionais a adotarem uma nova forma de advocacia com uma premissa 100% digital.

“Com isso, consegui ter uma gestão e um atendimento muito mais humanizados”, contou.

Depois, Luis Felipe Baptista Luz, sócio do escritório Baptista Luz Advogados, falou sobre os impactos da mentalidade inovadora. Ele ilustrou as iniciativas que a empresa tomou nos últimos anos com exemplos de atitudes impulsionadoras de inovação. São elas: open innovation (“Ideias que não são propagadas, são ideias mortas”), olhar para o diferente (“Não basta estar atualizado”) e aprender com erros.

A programação do ADV Conference continuou com a palestra de Camila Berni, da Next Law, sobre excelência no atendimento e conquista de clientes. Depois, Samira Cardoso, da Layer Up, abordou as implicações do marketing jurídico. E Ana Rezende, da Lidehra, falou de gestão e liderança.

Daniel Evangelista, advogado de doutorando, falou sobre decisões automatizadas e direito à revisão.
Daniel Evangelista, advogado de doutorando, falou sobre decisões automatizadas e direito à revisão. Foto: Alice Sima/Softplan

Segundo dia de ADV Conference

A abertura do segundo dia de ADV Conference ficou a cargo de Felipe Moreno, sócio da JusBrasil. Ele falou sobre a cultura organizacional da empresa, uma startup jurídica que tem o objetivo de aproximar advogados e. Segundo ele, o crescimento e o estabelecimento da cultura da JusBrasil aconteceram de forma orgânica.

“A JusBrasil acredita que pessoas responsáveis, talentosas e com contexto prosperam sem necessidade de grandes controles”, disse.

Em seguida, o advogado Daniel Evangelista apresentou o a palestra “Decisão automatizada e direito de revisão em tempos de proteção de dados”, assunto que estuda no doutorado. E citou exemplos, não só jurídicos: o sistema de avaliação dos aplicativos de transporte, o escore de crédito das instituições financeiras e o sistema de crédito social na China.

Uma salvaguarda a este tipo decisão está nas legislações de proteção de dados. No caso da Brasileira, ela garante o direito a revisão, mas sem a necessidade de avaliação humana. Enquanto a europeia prevê que elas sejam submetidas a uma revisão humana e que algoritmos e sistemas sejam explicáveis.

Em seguida, o deputado federal por Santa Catarina Gilson Marques, do partido Novo, fez um panorama da política atual e de seus primeiros oito meses de mandato. Segundo Marques, a raiz dos problemas atuais do Brasil é que “há muitos políticos profissionais e poucos profissionais na política”.

A segunda manhã do ADV Conference encerrou com a palestra do advogado e professor Alexandre Zavaglia, da Future Law. Zavaglia abordou o conceito de design nos serviços jurídicos. Entre os cases apresentados, citou o uso de Inteligência Artificial para encontrar processos candidatos ao IRDR e para entender a aplicação da Reforma Trabalhista.

“Entendo o design como formas de resolver problemas. Por isso, os operadores do Direito precisam pensar em diferentes maneiras de solucionar problemas jurídicos.”

ADV Conference contou com feira de negócios, espaço para networking e atrações de relaxamento. Foto: Alice Sima/Softplan
ADV Conference contou com feira de negócios, espaço para networking e atrações de relaxamento. Foto: Alice Sima/Softplan

Inovação e inspiração no ADV Conference

Os palestrantes da tarde continuaram a apresentar novas tendências da advocacia digital. Pedro Pirajá, consultor jurídico do Sebrae, falou sobre como os escritórios de advocacia devem se adaptar à inovação na profissão. Para ele, são quatro as dificuldades dos profissionais: plano estratégico, marketing jurídico, finanças e precificação de honorários.

“Antes de falarmos em inovação, precisamos arrumar a casa”, recomendou.

A palestra seguinte ficou a cargo de Daniel Marques, diretor da Associação Brasileira de LawTechs e LegalTechs. A AB2L é responsável por reunir e aproximar os profissionais e empresas do Direito com startups que propõem soluções tecnológicas jurídicas.

Para Marques, o cenário de baixa confiança da profissão, aumento do acesso à informação do público e surgimento de novas tecnologias assusta muitos dos advogados. Mas, para não ser engolido por essa “onda”, o único jeito é “surfar”.

“Para surfar, precisamos de uma prancha. E essa prancha, para os advogados, deve ser formada por atualização constante e uma cultura de adoção ágil à inovação”, explicou.

O dia seguiu com temas mais técnicos. Alexandre Cordeiro, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, abordoou a economia digital. Bruno Bioni, da Data Privacy Brasil, falou sobre os desafios impostos pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). E Bruna Araújo, da Volanty, explicou aspectos sobre direitos autorais e proteção a softwares.

O encerramento da programação do ADV Conference foi com Karina Abras, tricampeã brasileira de longboard. A surfista das ondas emocionou e motivou o público ao contar sua trajetória de sucesso e conquistas sobre as ondas.

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram